Últimas Notícias

13/07/2017

Alunos e alunas do Projeto Guri se apresentam no 37º Festival Internacional de Música de Londrina

Mais de 60 integrantes do Projeto Guri, sendo todos do Grupo de Referência, foram selecionados como bolsistas para fazer parte da orquestra do festival

divulgação

Integrantes de São José do Rio Preto, Jundiaí, Bauru e Presidente Prudente do Projeto Guri –maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – foram selecionados como bolsistas para fazer parte do 37º Festival Internacional de Música de Londrina, entre os dias 13 e 19 de julho.

Mais de 60 integrantes do Projeto Guri, sendo todos do Grupo de Referência, foram selecionados como bolsistas para fazer parte da orquestra do festival. O Grupode Referênciade Presidente Prudente – Orquestra Sinfônica fará uma apresentação, no dia 17, com o renomado quinteto Villa-Lobos. Sob regência do maestro Daisuke Soga, apresentarão juntos a música Carinhoso, do Pixinguinha.

O Festival Internacional de Música de Londrina é considerado um dos eventos culturais mais importantes do país. Sua 37ª edição será realizada de 09 a 22 de julho de 2017. O espetáculo proporciona que qualquer pessoa participe do evento independente do seu nível musical.

Confira a programação das apresentações dos alunos do Projeto Guri:

Dias: 13, 15 e 17 de julho
Horário: às 20h30
Local: Teatro Ouro Verde
Endereço: R. Maranhão, 85 - Centro
Ingresso: Bilheteria: R$20,00 (R$10,00 meia) - Shopping Royal Plaza | Rua Mato Grosso, 310 | a partir do dia 06/07, das 10h00 às 18h00
Classificação Indicativa: 12 anos

Dia: 18 e 19 de julho
Horário: às 20h30
Local: Teatro Ouro Verde
Endereço: R. Maranhão, 85 - Centro
Ingresso: Bilheteria: R$30,00 (R$15,00 meia) - Shopping Royal Plaza | Rua Mato Grosso, 310 | a partir do dia 06/07, das 10h00 às 18h00
Classificação Indicativa: 12 anos

Grupo de Referência de Bauru – Banda Sinfônica
Formada por instrumentos de sopros e percussão, executa um repertório diversificado, transitando entre o erudito e o popular. O grupo já participou de importantes eventos, com destaque para o II Encuentro Internacional de Orquestas y Coros Para El Bicentenário (Argentina, 2011). No ano de 2012, apresentou-se no 43º Festival de Inverno de Campos do Jordão, sob a regência do maestro João Maurício Galindo (Jazz Sinfônica) e Marcos Sadao Shirakawa (Banda Sinfônica do Estado de São Paulo). Em 2013, participou da apresentação da The Rodney Mack Philadelphia Big Brass (EUA), sob a regência da maestrina Emily Threinen, da Universidade de Temple (EUA), no Auditório Ibirapuera. Em 2014, esteve sob a batuta do maestro Lutero Rodrigues e também acompanhou o clarinetista italiano Luca Luciano. No ano de 2015, o Grupo de Referência participou do Mapa Cultural Paulista e, vencedor, foi convidado para representar a região de Bauru na fase estadual, em 2016, na capital paulista.

Grupo de Referência de São José do Rio Preto – Camerata de Cordas Friccionadas
Esta camerata é composta pelos naipes de violino, viola, violoncelo e contrabaixo. O grupo executa um repertório diversificado com maior enfoque em peças eruditas de diversos períodos da história da música. Em 2011, o grupo recebeu a visita do quarteto de cordas da Sphinx – ONG norte-americana que tem a missão de aumentar a presença de negros e latinos nas orquestras dos EUA – que, durante uma semana, realizou masterclasses, ensaios e concertos com nossos Guris. No ano seguinte, a Camerata retribuiu a visita, apresentando-se ao lado do quarteto, em Detroit. Ela também já tocou ao lado de Alejandro Drago (2013) e foi regida na série de Artistas Convidados pelos maestros Jean Reis (2011) e Arthur Barbosa (2012). Em 2015 apresentou o espetáculo Vozes de Natal, produzido pela TV TEM, afiliada da TV Globo. Em 2016 participou da Virada Cultural, em Votuporanga.

Grupo de Referência de Jundiaí – Orquestra Sinfônica
Formado por cordas friccionadas, sopros e percussão, este grupo possui uma formação

sinfônica completa. Apresenta-se regularmente no Teatro Polytheama de Jundiaí ao lado de convidados, como os maestros Jean Reis e Carlos Moreno. Entre suas apresentações, destacam-se o concerto de abertura da Virada Cultural Paulista, no Parque da Uva, em Jundiaí (2013); o concerto para o Dia das Mães, com o solista Paulo Paschoal, da OSESP (2014); a atuação no Festival de Música de Boituva, com a participação da cantora Na Ozzetti (2013); concerto com Leci Brandão, no Auditório Ibirapuera, em 2015; e participação no espetáculo Lendas Amazônicas.

Grupo de Referência de Presidente Prudente – Orquestra Sinfônica
Formada por cordas friccionadas, sopros e percussão, compondo um grupo sinfônico completo. Esta orquestra desenvolve um repertório que contempla peças eruditas e populares de diferentes períodos da música. Em 2012, participou de concertos com os maestros Jean Reis e Arthur Barbosa. Em 2013, o grupo apresentou-se sob a regência do uruguaio Ariel Britos. Também tocou na abertura do Festival de Inverno de Presidente Prudente (2014/2015), sob a regência do maestro André Sanches.

Projeto Guri www.projetoguri.org.br

O Grupo de Referência de Bauru – Banda Sinfônica, Grupo de Referência de São José do Rio Preto – Camerata de Cordas Friccionadas e Grupo de Referência de Presidente Prudente – Orquestra Sinfônica tem o patrocínio da empresa Catho. O Grupo de Referência de Jundiaí – Orquestra Sinfônica tem o patrocínio das empresas Catho, Supermercados Tauste e Caterpillar.

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn e CCR SPVias, SABESP, SKY, CTG, EMS, Microsoft, Usina Colorado,  Caterpillar, Supermercados Tauste, Capuani, Grupo BB e Mapfre, Pinheiro Neto,  WestRock, VALGROUP, Banco Votorantim, Mercedes Benz, Catho, Hasbro, Cipatex, PPE Fios, Grupo Maringá, Raízen, Castelo Alimentos, Arteris e Cremer.

Sobre o Projeto Guri
Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos. Mais de 49 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu cerca de 650 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

 

Sobre a Amigos do Guri
A Amigos do Guri é uma organização social de cultura que administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo – idealizador do projeto –, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.